Terça-feira, 1 de Março de 2011

Caso Nagrelha

Na Caserna apelidada "Tenda 4", da Cadeia Central de Viana, onde o Líder dos lambas cumpre 45 dia de prisão efetiva por posse ilegal de droga, a equipa do jornal Angolense encontrou um “Nagrelha” diferente daquele que em palco encanta e faz dançar os seus fãs com as letras de suas músicas e seu estilo característico de dançar.

Condenado a 45 dias de prisão efectiva pelo Tribunal Municipal da Ingombota, por posse ilegal de estupefaciente, deparamos o musico Gelson Caio Mendes, de 23 anos de idade, vulgo “Nagrelha”, trajado com o uniforme castanho da penitenciária, isso é, camisa e calção, de uma chinela de dedo do tipo havaiana, assim como não podia deixar de ser, com o seu habitual visual de cabelo pintado a loiro.

Rosto pálido, olhos avermelhados, era notável a dificuldade que arcava o artista, habituado com a liberdade, glamour, e que nesta altura vive na condição de recluso, esta é a primeira vez na sua vida que foi condenado a prisão.

Nagrelha disse estar preso desde terça-feira, 8, quando andava de motorizada do tipo rápida saia da zona do Eixo Viário rumo a casa, foi interpelado por agentes da Polícia Nacional. Os agentes mas não fizeram se não exigir os documentos da motorizada, ao verificarem a falta de um dos documentos exigiram-lhe que os acompanhasse até a 2° Esquadra, mas antes Nagrelha conta que os agentes pediram-lhe que em troca da liberação pagasse alguma coisa.

“Abri a pasta e ao tirar oito mil kwanzas para dar aos polícias, surpreendentemente, quando eles viram que na pasta tinha mais dinheiro exigiram que também tinham de revistar no seu interior e foi daí que encontraram três pedras de Libanga e não cocaína como estão a dizer lá fora”. Confessou.

O artista reconheceu ser um Usuário de drogas, apesar de considerar não ser um dependente . Na sua óptica, naquele dia tinha motivos de sobra para o fazer. “No mesmo dia, de manhã, enterrei a minha mãe, portanto, estava muito triste e para descansar comprei Libanga, para ver se me ajuda-se a desanuviar o stress e a dor da perca irreparável de que só quem já perdeu uma mãe é que sabe”, explicou a lacrimejar.

Nagrelha perdeu a mãe, Maria Caio de 50 anos de idade, na sexta-feira, 04, vítima de doença prolongada, o famoso artista, filho caçula entre cinco irmãos, foi condenado a 45 dias por posse ilegal de droga pouco tempo depois do funeral da sua progenitora . Entretanto, fazendo uma leitura da situação, o Kudurista entende que os reais motivos que levaram os efectivos da polícia adête-lo foram dois: “inveja e por eu ser filho de pobre”.

Mas porquê Nagrelha faz essa afirmação se posse ilegal de droga é crime? “Eles não me encontraram a vender ou consumir grandes quantidades, apenas foram três pedrinhas, a mesma pena poderia ser transferida para pena suspensa com pagamento de uma fiança, mas os policiais fizeram de tudo para me condenar, inclusive tentaram influenciar o juiz para aplicar dois anos, tudo por terem inveja de mim, por ser filho de pobre e estar a evoluir, pois se fosse filho de um dirigente não estaria aqui hoje". Justificou o nosso interlocutor.

“Mas graças a Deus o juiz viu que não era um réu reincidente e apesar de tudo me condenou a 45 dias de ~

prisão efectiva, com pagamentos de monumentos de Justiça aproximadamente 47 mil kwanzas que a minha esposa também já o fez”, acrescentou Nagrelha.

Nagrelha agradece recepção na cadeia e denuncia injustiça “Os polícias me bateram e roubaram-me 80 mil kwanzas”

Estupefacto o artista denuncia que no acto da sua detenção foi torturado por agentes da Polícia Nacional, mesmo sem apresentar qualquer resistência. Como se não bastasse, foi também surripiado um montante financeiro, assim como relógio, brincos de ouro que usava na altura e uma chave de uma das suas viaturas.

“Os polícias me trataram como se fosse um homicida, bateram-me na esquadra e roubaram-me cerca de 80 mil kwanzas, que era contribuição do óbito da minha mãe”, denunciou. Como se não bastasse, o mesmo contou que ficou cinco dias detido na 2° Esquadra, onde só no sexto dia é que foi levado ao tribunal onde acabou condenado.

Na Comarca de Viana, Nagrelha tem servido de alegria para os outros reclusos. É que, se por um lado é odiado, por outro, é amado e idolatrado. O exemplo foi quando entrou naquela unidade penitenciária e foi simplesmente clamado e recebido como rei.

A princípio tinha sido colocado na área dos considerados altamente perigoso, mas dado o assédio e alvoroço que se criou com a sua presença foi transferido para a área das tendas onde é considerada uma zona amena porque as celas são abertas e se confundem com a zona do Zango, porque as celas são feitas de tendas e com beliches no seu interior.

Admirado pela sua popularidade, o artista agradece pelo apoio dos fãs. “Fui bem recebido, estou a ser bem tratado, mas, sinceramente gostaria estar em minha casa e junto da minha família”, realçou. Por outro lado, o Kudurista lamenta a falta de união dos músicos, o que, no seu entender, faz com que os músicos sejam desrespeitados. “Estou aqui preso injustamente e nem o Ministério da Cultura ou os meus colegas reagiram, entre os cantores até agora quem me veio visitar foi o de GAME”. Disse.

Por outro lado, Miria Andrade, esposa de Nagrelha, lamenta as circunstâncias da sua detenção. Alega que neste momento a sua família depende 100% de Nagrelha, inclusive por causa da sua prisão o óbito de sua mãe não teve um desfecho digno. “Tanto na minha casa, como na casa dos meus sogros já estamos a passar fome, pois o único que trabalha na família é o Nagrelha e agora com ele preso não temos alternativa”. Lamentou.

de acordo o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional em Luanda, Superintendente Chefe Jorrge Bengue, Nagrelha foi detido pelas autoridades policial ás 23 horas do dia 8 do corrente mês, na zona do Eixo Viario, na Ingombota, em flagrante delito, pela posse de um grama de Cocaína. O réu havia sido detido já em Dezembro de 2009 acusado de tentativa de furto de uma viatura, no município Ingombota, depois de ter sido ouvido por um Procurador daquela instancia judicial.

segundo com Jorge Bengue, a droga tem efeitos bastantes nocivos, provocando alterações no sistema nervoso e estimulando a prática de crimes. Ao mesmo tempo salientou que o crime de posse de droga pesada como cocaína, é previsto e punível no código penal em vigor na República Popular de Angola, com uma pena de 45 dias a oito anos de prisão. Quanto as alegações do artista de que torturado e roubado por agentes da Policia na esquadra onde esteve detido, fontes da referida unidade policial que falaram a nossa reportagem negaram que tenha acontecido, tendo realçado que todos os haveres de Nagrelha foram guardados e que na sua pasta apenas foram encontrados seis mil Kwanzas.

fonte: angonoticia

publicado por kilsonfox às 23:34
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Jocas a 2 de Março de 2011 às 13:25
So 3 pedrinhas
hhahahhahha
Lol


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Fotos do Casamento do Nag...

. Garoto - Precisamos Conve...

. Djodje - I Wont Stop The ...

. Boddhi Satva – Nankoumand...

. Kalibrados Feat Paul G e ...

. Sharney's 21st Birthday M...

. Agev Munsen Ft. Cassio Wa...

. DJ Sparks ft Mxizo Lona -...

. Dirt jobs ft Rose'h- spir...

. Dj Jesus feat. C4 Pedro -...

.arquivos

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds